Margem consignável: o que é e como calcular

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Assine nossa Newsletter

Receba em seu e-mail nossos conteúdos exclusivos sobre educação financeira, qualidade de vida e notícias sobre o mercado de crédito!

Ao prosseguir você aceita os nossos termos de uso e política de privacidade

Margem consignável: o que é e como calcular

Quem precisa de um dinheiro extra encontra no empréstimo consignado uma ótima forma de ter crédito rápido, fácil e com uma das menores taxas do mercado. Porém, o empréstimo consignado depende de um fator que nem todo mundo conhece bem: a margem consignável. 

Ainda que o empréstimo consignável esteja disponível apenas para alguns públicos, como aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e militares das forças armadas, o valor de crédito concedido depende da margem consignável. 

Neste artigo, vamos entender o que é margem consignável, porque ela é importante e como é calculada! 

O que é margem consignável

Chamamos de margem consignável o valor máximo que um tomador pode comprometer de seu salário para pagar as parcelas de um empréstimo consignado. 

Normalmente, a margem consignável de um empréstimo consignado é de 30% sobre o salário ou benefício do INSS do cliente. Há ainda mais 5% que podem ser destinados à um cartão de crédito consignado. 

>> Entenda melhor como funciona e quais os benefícios de um cartão de crédito consignado.

Como calcular a margem consignável

Vejamos um exemplo prático do cálculo da margem consignável: 

MARGEM CONSIGNÁVEL PARA UM APOSENTADO DO INSS

Valor do Benefício: R$ 2.000,00

30% de R$ 2.000,00 = R$ 600,00

Valor da parcela do empréstimo: R$ 600,00

A margem consignável existe para evitar que o consumidor tome um empréstimo maior do que ele realmente pode pagar e acaba se endividando. Afinal, além do empréstimo, ele ainda deve ter suas próprias despesas para pagar. 

Também é importante dizer que a margem consignável é a mesma para um ou mais empréstimos. Isso significa que quem já tem um empréstimo não terá mais 30% da sua renda para fazer uma nova operação. 

Vamos ver um outro exemplo considerando um cliente que já está pagando um primeiro empréstimo consignado e deseja fazer o segundo.

MARGEM CONSIGNÁVEL PARA UM APOSENTADO DO INSS QUE JÁ FEZ UM EMPRÉSTIMO

Margem de R$ 600,00

Parcela do 1º empréstimo: R$ 400,00

Parcela disponível para o segundo empréstimo: R$ 200,00

Neste exemplo, se a margem é de R$ 600 e o tomador já tem R$ 400 comprometidos em um empréstimo anterior, só pode pagar, no máximo, R$ 200 nas parcelas de um novo empréstimo. 

Dúvidas comuns sobre a margem consignável 

Posso aumentar a minha margem?

Como a margem consignável está diretamente ligada ao valor do salário ou benefício do INSS, ela só aumenta se a sua renda também aumentar. 

Não tenho margem. O que posso fazer? 

Existem algumas alternativas de crédito para quem precisa de dinheiro, mas não tem margem consignável. 

Você pode fazer um cartão de crédito consignado (que permite fazer compras à vista, a prazo e saques em dinheiro), um refinanciamento ou portabilidade. 

Nessas últimas duas opções, a dívida é recalculada ou transmitida para outro banco. Como resultado, você pode conseguir parcelas menores, juros menores e até um “troco”, valor devolvido pelas parcelas que foram pagas com taxas mais altas.

Enquanto tiver margem, posso fazer empréstimos? 

Os beneficiários do INSS podem fazer, no máximo, 9 contratos, mesmo que tenham margem livre para mais empréstimos. 

As outras categorias podem fazer operações enquanto tiverem margem consignável ou até atingirem o limite de empréstimos no banco que está concedendo o crédito. 

Devo usar toda a minha margem consignável? 

Não. A margem consignável é o valor máximo que pode ser emprestado para um consumidor que tenha direito a um empréstimo consignado. Mas não é necessário – e nem recomendável – consumir toda a sua margem se não houver necessidade. 

Lembre-se que fazer um empréstimo consignado ou qualquer outro tipo de operação de crédito exige responsabilidade e planejamento financeiro. Não é só porque o crédito está disponível que deve ser usado indiscriminadamente e sem pensar em como ele será devolvido.

Afinal, a ideia é usar o dinheiro extra para te ajudar a colocar as contas em ordem ou alcançar um objetivo, e não se endividar. 

Ainda tem dúvidas sobre a sua margem consignável para empréstimo consignado? Não tem problema! Clique aqui, fale com nossa equipe de especialistas em crédito e tire suas dúvidas. 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Forte Negócios - Correspondente Bancário Digital

Forte Negócios - Correspondente Bancário Digital

Forte Negócios é um Correspondente Bancário Digital, especializado em crédito consignado, além de outros convênios e linhas de crédito. Nosso serviço é gratuito e está disponível para solicitação de contratação online ou em nossa loja física.

Artigos Recentes

Curta Nossa Página

Linhas de Crédito

Empréstimo Consignado

Servidores Públicos Federais (SIAPE), Aposentados e Pensionistas do INSS

Cartão de Crédito Consignado

Servidores Públicos Federais (SIAPE), Aposentados e Pensionistas do INSS

Empréstimo com Garantia do FGTS

Trabalhadores, optantes do saque-aniversário do FGTS.